• institutosubjetiva

Importância da estimulação cognitiva para crianças com Síndrome de Down


Você já ouviu falar em estimulação cognitiva?

Ela é um recurso muito importante e eficaz para o desenvolvimento do ser humano, em especial quando se refere a pessoas com algum déficit, como a Síndrome de Down.

No Brasil, a Síndrome de Down se desenvolve em uma estimativa de 1 para cada 700 nascimentos, ou seja, cerca de 270 mil brasileiros teriam Síndrome de Down atualmente.

A síndrome é causada por uma alteração genética, que ocorre na concepção da criança. Dessa forma, não é possível evitá-la, já que é uma alteração cromossômica, irreversível. É importante ressaltar que a Síndrome de Down não é uma doença e sim uma condição da pessoa, que afetará o seu desenvolvimento corporal e cognitivo.

Os pais de uma criança com Síndrome de Down devem estimular seus filhos precocemente para que eles alcancem maiores níveis de desenvolvimento e autonomia. Alguém com Síndrome de Down é capaz de aprender, conviver, estudar e trabalhar. Portanto, deve passar pelos processos de socialização como qualquer outra pessoa.

Nos dias de hoje, a estimulação cognitiva tem sido muito aplicada nos casos de Síndrome de Down, já que ela contribui de forma muito eficaz no processo de desenvolvimento. Os psicólogos são profissionais capacitados para conduzir esse trabalho. Na estimulação cognitiva as intervenções são planejadas com o objetivo de sanar ou reduzir as dificuldades cognitivas apresentadas. Assim, o treino cognitivo é estruturado a partir da individualidade e necessidade de cada pessoa. O programa de atividades visa estimular diversas funções cerebrais como a memória, linguagem, atenção, coordenação motora, velocidade de processamento, entre outras.

Na estimulação cognitiva, algumas funções cerebrais podem ser aperfeiçoadas graças a uma característica do nosso cérebro chamada plasticidade. O que acontece é que o cérebro desenvolve novas conexões neuronais, possibilitando que funções exercidas por uma área sejam realizadas por outra. Quanto mais cedo a estimulação ocorrer melhor, pois os estudos mostram que a resposta ao tratamento é muito maior em crianças do que em adultos.

Sempre é possível obter melhoras no processo de estimulação cognitiva, mas em diferentes graus, pois os resultados vão depender de outros fatores, como a quantidade de áreas afetadas, o ambiente no qual o indivíduo está inserido. Além disso, existem diferenças entre um indivíduo e outro com Síndrome de Down. De qualquer maneira, se a estimulação cognitiva ocorrer desde os primeiros anos de vida, é esperado ganhos significativos no desenvolvimento global da pessoa.

#EstimulaçãoCognitiva #SíndromedeDown #Psicologia #Neuropsicologia

0 visualização

FALE CONOSCO

(27) 3752-1696

Seg - Sext: 8:00 - 18:00

Eurico Salles, 200 | Centro

Nova Venécia - ES

Siga-nos nas redes sociais

  • Subjetiva no Facebook
  • Subjetiva no Linkedin
  • Subjetiva no Instagram

Envie-nos uma mensagem

Subjetiva Instituto de Psicologia
CNPJ: 27.255.811/0001-90
CRP16 PJ: 454