• Priscila Cavalcante - jornalista Napri Comunicação

Psicóloga explica como lidar com a separação de forma tranquila


A separação dos pais é um dos momentos mais delicados para uma criança. Se o casal não tiver maturidade emocional para lidar com o divórcio de uma maneira racional e tranquila, os filhos, com certeza, serão atingidos.

De acordo com a psicóloga do Instituto Subjetiva, Aline Gonçalves, o divórcio muda uma rotina, de qualquer forma vai causar uma instabilidade, mas a maneira como o casal vai administrar esse momento será decisivo para não impactar de maneira profunda a vida da criança. “Infelizmente, existem casos em que a separação não é feita de uma forma amigável, chegando a casos de alienação parental, quando o cônjuge que fica com a guarda, isola a criança do contato com o pai ou a mãe”.

Em casos de separações traumáticas, o melhor mesmo é procurar ajuda. A terapia pode auxiliar pais e filhos a compreenderem o processo do divórcio e passar por essa fase difícil de uma forma mais tranquila. Pais que praticam a alienação parental devem entender que o maior prejudicado será o próprio filho.

“A psicoterapia vai proporcionar um suporte à criança e aos pais, mostrando para eles a possibilidade de ressignificar suas vivências. O importante é fazer com que a criança, pai e mãe passem por esse processo da melhor forma possível”, afirma Aline.


0 visualização

FALE CONOSCO

(27) 3752-1696

Seg - Sext: 8:00 - 18:00

Eurico Salles, 200 | Centro

Nova Venécia - ES

Siga-nos nas redes sociais

  • Subjetiva no Facebook
  • Subjetiva no Linkedin
  • Subjetiva no Instagram

Envie-nos uma mensagem

Subjetiva Instituto de Psicologia
CNPJ: 27.255.811/0001-90
CRP16 PJ: 454