• Priscila Cavalcante - jornalista Napri Comunicação

Psicoterapia auxilia no processo de normalização da ansiedade


Considerado o mal do século, a ansiedade tem atingido muitas pessoas na sociedade atual, caracterizada por um cenário imediatista e cíclico. De acordo com a psicóloga Aline Cadurini, a ansiedade é um estado emocional normal e de extrema importância para a sobrevivência, uma vez que as pessoas precisam dela para tomar decisões importantes e administrar situações de perigo ou dificuldade.

“O problema se instala quando essa ansiedade atinge um nível excessivo, torna-se patológica, ocasionando prejuízos na qualidade de vida do indivíduo desenvolvendo assim um possível transtorno de ansiedade”, afirma Aline.

Os principais Transtornos de Ansiedade são: Síndrome do Pânico, Fobia Específica, Fobia Social, Estresse Pós-Traumático, Transtorno Obsessivo-Compulsivo e Distúrbio de Ansiedade Generalizada.

Uma pessoa com Transtorno de Ansiedade possui um nível de ansiedade patológica que pode atrapalhar o desempenho das atividades do cotidiano. Os sintomas clínicos são variados: angústia constante, preocupação excessiva, desespero, medo irracional, irritabilidade, falta de concentração, sudorese, taquicardia, desconforto respiratório, insônia, dentre outros sintomas que abarcam a esfera do humor, sono, pensamentos, corpo e comportamento.

“Muitos pacientes com Transtorno de Ansiedade acabam por procurar ajuda médica na tentativa de achar explicações para os sintomas fisiológicos que passam a sentir”, destaca a psicóloga.

Em relação ao tratamento, a psicoterapia é fundamental nesse processo para que o cliente se reorganize e aprenda a lidar com suas vivências. Em muitos casos, o transtorno de ansiedade pode ser controlado apenas com apoio psicológico, sendo necessária a intervenção medicamentosa em casos considerados graves.

“As pessoas precisam refletir sobre seu ritmo de vida e sobre a forma como se organizam física e emocionalmente para compreender a sua ansiedade, além disso, desacelerar e aprender a respeitar nossos limites são tarefas fundamentais nesse processo”, finaliza Aline.


0 visualização

FALE CONOSCO

(27) 3752-1696

Seg - Sext: 8:00 - 18:00

Eurico Salles, 200 | Centro

Nova Venécia - ES

Siga-nos nas redes sociais

  • Subjetiva no Facebook
  • Subjetiva no Linkedin
  • Subjetiva no Instagram

Envie-nos uma mensagem

Subjetiva Instituto de Psicologia
CNPJ: 27.255.811/0001-90
CRP16 PJ: 454